MANUSCRITO - ARMORIAL. SÉC. XIX - PINHO LEAL, Augusto Soares de Azevedo Barbosa. MANUSCRITO - ARMORIAL. SÉC. XIX - PINHO LEAL, Augusto Soares de Azevedo Barbosa. MANUSCRITO - ARMORIAL. SÉC. XIX - PINHO LEAL, Augusto Soares de Azevedo Barbosa.

MANUSCRITO - ARMORIAL. SÉC. XIX - PINHO LEAL, Augusto Soares de Azevedo Barbosa.

Usado / Cantidad: 0
Disponible en otras librerías
Ver todos  los ejemplares de este libro

Sobre el libro

Lamentablemente este ejemplar en específico ya no está disponible. A continuación, le mostramos una lista de copias similares de MANUSCRITO - ARMORIAL. SÉC. XIX - PINHO LEAL, Augusto Soares de Azevedo Barbosa..

Descripción:

BRASÕES DAS PRINCIPAIS FAMILIAS DE PORTUGAL. 1863. In 8º (de 21x15 cm) com 51 fólios inumerados. Encadernação (meia-amador) com lombada e cantos em pele. Preserva as capas de brochura do caderno de desenho com rótulo caligrafado: ?Brasões? Caderno manuscrito, datado de 1863 na folha de rosto, e intitulado Brasões das Principais Famílias de Portugal, composto de 51 folhas de papel vergé (inclindo o rosto). Ilustrado com 41 desenhos de brasões primorosamente executados, uns a lápis e outros tracejados a tinta-da-china (nanquim), e mais 9 brasões com as suas cores, todos com a indicação dos respectivos metais. Contém vários títulos de posse e ex-libris que atestam da origem deste manuscrito, nomeadamente: - Ex-libris de A. V. Rebello Valente. - Assinatura de posse Marcello Rebello Valente, datada 1902 (no anterrosto). - Ex-libris oleográfico (carimbo no 4º fólio manuscrito) de Pedro A. Ferreira, Abade de Miragaya, Porto. - Nota manuscrita no anterrosto: ?Adnotandum - Este Nobiliário foi escrito, desenhado, e colorido por Augusto Soares de Azevedo Barbosa de Pinho Leal, autor do Portugal antigo e moderno. É autographo authentico. [assinado] Pedro A. Ferreira? Constata-se que o autor deste manuscrito é Pinho Leal (Lisboa ou Penamacor, 1816- Porto 1884) e que o seguinte possuidor foi o Dr. Pedro Augusto Ferreira (Penajóia, Lamego, 1833 - Porto, 1913), Abade de Miragaia desde 1864 (e durante 35 anos), sendo ele co-autor com Pinho Leal do Portugal Antigo e Moderno; obra fundamental da bibliografia portuguesa. Inocêncio XVII, 187: "Pinho Leal, benemerito auctor d"este importante diccionario (1873-1890), falleceu em 1884, quando a obra ía approximadamente em meio do tomo X e do artigo Vianna do Castello. Ficando interrompida a publicação, os editores convidaram o rev. abbade de Miragaya para a continuar e concluir, por haver sido o «primeiro cyrenéo» do auctor, como este o citou repetidas vezes no texto da obra"."As relações de ambos eram antigas e constantes". Refere Azevedo Soares (Eduardo de Campos de Castro) in Bibliografia Nobiliarquica Portuguesa, Braga, 1916-47; a existência deste manuscrito na página 82 (Entrada 330): ?Brasões das principais familias de Portugal. ? Ms. In 8º s. n., com brasões d?armas desenhados pelo auctor. Pertence á livrª. do Dr. António Vasco Rebello Valente.? Folha de rosto com belo exercício caligráfico e restante armorial com heráldica minuciosamente desenhada; respectivas descrições dos ?campos de honra? dos brasões, das cores e dos esmaltes; das origens e da colocação dos ?móveis? heráldicos de cada familia; e da sua pertença genealógica à data do manuscrito. O manuscrito contém um armorial inacabado, com brasões em vários estados de projecto e de acabamento, que enumeramos e comentamos na respectivamente na sequência em que se apresentam: Fólio nº2: brasão inexistente e já com descrição das Armas de Portugal [o autor, sendo combatente miguelista, poderia ter hesitado no novo grafismo liberal, da mesma forma que não figurarão seguidamente neste armorial os brasões da aristocracia liberal]. Fólio nº3: brasão a tinta-da-china com coronel e com título delineado a lápis de Sousas-Braganças do Duque de Lafões, Marquês de Arronches e Conde de Miranda do Corvo. Fólio 3 verso: brasão delineado a lápis de Alencastres-Ponce de Leão-Mascarenhas do Duque de Aveiro e Conde de Vila Nova de Portimão. Fólio 4: brasão a tinta-da-china de Álvares Pereira de Mello-Portugais-Braganças-Faros do Duque de Bragança, Duque do Cadaval, Marquês de Valença, Conde de Vimioso e Conde de Ourém. Fólio nº5: brasão a tinta-da-china de Sás e Almeidas do Marquês de Abrantes. Fólio nº 5 verso: brasão a tinta-da-china de Silvas-Telles do Marquês d?Alegrete. Fólio nº6 brasão a tinta-da-china de Castros e Noronhas do Marquês de Cascais e Conde de Monsanto. Fólio nº6 verso: brasão a tinta-da-china de Mascaranhas-Silvas do Marquês da Fronteira, Marquês de Gouveia, Conde d?Alva, Conde de Coculim (Índia), Conde de Sandomil, Conde da Torre e Conde. N° de ref. de la librería

Detalles bibliográficos

Título: MANUSCRITO - ARMORIAL. SÉC. XIX - PINHO LEAL...

Los mejores resultados en AbeBooks

1.

Usado Cantidad: 1
Librería
Livraria Castro e Silva
(Lisboa, Portugal)
Valoración
[?]

Descripción BRASÕES DAS PRINCIPAIS FAMILIAS DE PORTUGAL. 1863. In 8º (de 21x15 cm) com 51 fólios inumerados. Encadernação (meia-amador) com lombada e cantos em pele. Preserva as capas de brochura do caderno de desenho com rótulo caligrafado: ?Brasões? Caderno manuscrito, datado de 1863 na folha de rosto e intitulado Brasões das Principais Famílias de Portugal, composto por 51 folhas de papel vergé (incluindo o rosto). Ilustrado com 41 desenhos de brasões primorosamente executados, uns a lápis e outros tracejados a tinta-da-china (nanquim), e mais 9 brasões com as suas cores, todos com a indicação dos respectivos metais. Contém vários títulos de posse e ex-libris que atestam da origem deste manuscrito, nomeadamente: - Ex-libris de A. V. Rebello Valente. - Assinatura de posse Marcello Rebello Valente, datada 1902 (no anterrosto). - Ex-libris oleográfico (carimbo no 4º fólio manuscrito) de Pedro A. Ferreira, Abade de Miragaya, Porto. - Nota manuscrita no anterrosto: ?Adnotandum - Este Nobiliário foi escrito, desenhado, e colorido por Augusto Soares de Azevedo Barbosa de Pinho Leal, autor do Portugal antigo e moderno. É autographo authentico. [assinado] Pedro A. Ferreira? Constata-se que o autor deste manuscrito é Pinho Leal (Lisboa ou Penamacor, 1816- Porto 1884) e que o seguinte possuidor foi o Dr. Pedro Augusto Ferreira (Penajóia, Lamego, 1833 - Porto, 1913), Abade de Miragaia desde 1864 (e durante 35 anos), sendo ele co-autor com Pinho Leal do Portugal Antigo e Moderno; obra fundamental da bibliografia portuguesa. Inocêncio XVII, 187: 'Pinho Leal, benemerito auctor d'este importante diccionario (1873-1890), falleceu em 1884, quando a obra ía approximadamente em meio do tomo X e do artigo Vianna do Castello. Ficando interrompida a publicação, os editores convidaram o rev. abbade de Miragaya para a continuar e concluir, por haver sido o «primeiro cyrenéo» do auctor, como este o citou repetidas vezes no texto da obra'.'As relações de ambos eram antigas e constantes'. Refere Azevedo Soares (Eduardo de Campos de Castro) in Bibliografia Nobiliarquica Portuguesa, Braga, 1916-47; a existência deste manuscrito na página 82 (Entrada 330): ?Brasões das principais familias de Portugal. ? Ms. In 8º s. n., com brasões d?armas desenhados pelo auctor. Pertence á livrª. do Dr. António Vasco Rebello Valente.? Folha de rosto com belo exercício caligráfico e restante armorial com heráldica minuciosamente desenhada; respectivas descrições dos ?campos de honra? dos brasões, das cores e dos esmaltes; das origens e da colocação dos ?móveis? heráldicos de cada familia; e da sua pertença genealógica à data do manuscrito. O manuscrito contém um armorial inacabado, com brasões em vários estados de projecto e de acabamento, que enumeramos e comentamos na sequência em que se apresentam: Fólio nº2: brasão inexistente e já com descrição das Armas de Portugal [o autor, sendo combatente miguelista, poderia ter hesitado no novo grafismo liberal, da mesma forma que não figurarão seguidamente neste armorial os brasões da aristocracia liberal]. Fólio nº3: brasão a tinta-da-china com coronel e com título delineado a lápis de Sousas-Braganças do Duque de Lafões, Marquês de Arronches e Conde de Miranda do Corvo. Fólio 3 verso: brasão delineado a lápis de Alencastres-Ponce de Leão-Mascarenhas do Duque de Aveiro e Conde de Vila Nova de Portimão. Fólio 4: brasão a tinta-da-china de Álvares Pereira de Mello-Portugais-Braganças-Faros do Duque de Bragança, Duque do Cadaval, Marquês de Valença, Conde de Vimioso e Conde de Ourém. Fólio nº5: brasão a tinta-da-china de Sás e Almeidas do Marquês de Abrantes. Fólio nº 5 verso: brasão a tinta-da-china de Silvas-Telles do Marquês d?Alegrete. Fólio nº6 brasão a tinta-da-china de Castros e Noronhas do Marquês de Cascais e Conde de Monsanto. Fólio nº6 verso: brasão a tinta-da-china de Mascaranhas-Silvas do Marquês da Fronteira, Marquês de Gouveia, Conde d?Alva, Conde de Coculim (Índia), Conde de Sandomil, Conde da Torre e Conde de Assumar. Fólio. Nº de ref. de la librería 1210JC100

Más información sobre esta librería | Hacer una pregunta a la librería

Comprar usado
EUR 2.000,00
Convertir moneda

Añadir al carrito

Gastos de envío: EUR 23,01
De Portugal a Estados Unidos de America
Destinos, gastos y plazos de envío