Folclore de Portugal: Siglas poveiras, Feira das Colheitas, Jogo do pau, Samhain, Festa do mastro, Zé Pereira, Galhofa, Bicho-papão, Vira

 
9781232536000: Folclore de Portugal: Siglas poveiras, Feira das Colheitas, Jogo do pau, Samhain, Festa do mastro, Zé Pereira, Galhofa, Bicho-papão, Vira
From the Publisher:

Fonte: Wikipedia. Páginas: 38. Capítulos: Siglas poveiras, Feira das Colheitas, Jogo do pau, Samhain, Festa do mastro, Zé Pereira, Galhofa, Bicho-papão, Vira, Pedra de raio, Marafona, Banho Santo, Máscara ibérica, Trasgo, Madeiros, Pedro Malasartes, Besta-fera, Galhardo, Noite das bruxas, Janeiras, Benzedor, Queima do gato, Cabra Cabriola, Procissão infantil para pedir chuva, Pau de fita, Dragão volante, Secular das nuvens, Balborinho, Lenga Lenga - Gaiteiros de Sendim, Jã, Careto, Cavalum, Dia dos diabos, Pardalo, Tardo, Maria-da-Manta, Moledros, Pedra parideira, Carago, Homem do chapéu de ferro, Procissão dos diabos, Dança dos Homens, Festa de Santo Estêvão, Bruxa lavadeira, Fieis de Deus, Fiadeiro, Serração da Velha, Vaca das Cordas, Fogacho, Festa da Aleluia, Zorra berradeira, Chocalheiro, Maruxinho, Alma-de-mestre, Camisa invulnerável, Vigilante de Almada, Chula, Maria Gancha, Velório da Gata, Fogueira da Páscoa, Enterro do Galo, Enterro do bacalhau, Dianho, Cachera, Velha da égua branca, Cantar dos Reis, Pedra fadada, Divisão do burro, Pretinho do barrete encarnado, Corredor, Queima do Velho, Cavalo do pensamento, Cambeiro, Erva fadada, Cardador, Rosemunho, Medo, Viagem Medieval em Terra de Santa Maria, Carro da condeceira, Loa, Insonho, Carocho, Lavoira dos Cães, Filandorra, Tartaranho, Bicho Cidrão, Almajonas, Campino, Brinquinho, Vaca de fogo, Queima da boneca, Maria-da-Grade, Tatro azeiteiro, Olhapim, Aranganho, Hirã, Regadinho, Bodo, Dança das Virgens, Rancho, Zanganito, Homem das sete dentaduras, Colóquios. Excerto: As siglas poveiras ou marcas poveiras são uma forma de "proto-escrita primitiva", tratando-se de um sistema de comunicação visual simples usado na Póvoa de Varzim durante séculos, em especial nas classes piscatórias. Para se escrever usava-se uma navalha e eram escritas sobre madeira, mas também poderiam ser pintadas, por exemplo, em barcos ou em barracos de praia. No passado, era também usado para recordar coisas; eram conhecidas como a ...

"Sobre este título" puede pertenecer a otra edición de este libro.

(Ningún ejemplar disponible)

Buscar:



Crear una petición

Si conoce el autor y el título del libro pero no lo encuentra en IberLibro, nosotros podemos buscarlo por usted e informarle por e-mail en cuanto el libro esté disponible en nuestras páginas web.

Crear una petición