Direitos civis: Direitos da mulher, Discriminação, Analogia Israel-Apartheid, Feminismo, Timidez amorosa, Mulher na história

 
9781231526668: Direitos civis: Direitos da mulher, Discriminação, Analogia Israel-Apartheid, Feminismo, Timidez amorosa, Mulher na história
From the Publisher:

Fonte: Wikipedia. Páginas: 44. Capítulos: Direitos da mulher, Discriminação, Analogia Israel-Apartheid, Feminismo, Timidez amorosa, Mulher na história, Preconceito linguístico, Ain't I a Woman?, Crítica social, Lei Maria da Penha, Mutilação genital feminina, Heteronormatividade, Leis antimiscigenação, Electronic Frontier Foundation, Violência contra a mulher, Eu Tenho Um Sonho, The Big Six, Movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, Segregação racial, Burakumin, Seneca Falls, Lesbofobia, Lei de Direitos Civis de 1964, Lusofobia, Movimento pró-obesidade, Women's Aid Organisation. Excerto: O tratamento dado pelo Estado de Israel aos palestinos tem sido comparado a um sistema de segregação espacial e étnica, similar ao tratamento dispensado aos cidadãos não-brancos da África do Sul na era do apartheid. Aqueles que fazem essa analogia argumentam que um sistema de controle que inclui rodovias separadas, desigualdades de infraestrutura e de direitos de acesso à propriedade da terra entre judeus e palestinos nos territórios ocupados por Israel constitui um sistema de apartheid. Alguns cronistas israelenses e defensores dos direitos civis dos palestinos estendem essa analogia aos cidadãos árabes de Israel, descrevendo seu status de cidadania como sendo o de cidadãos de segunda classe. Outros usam a analogia em relação ao tratamento diferenciado dado aos judeus ou aos judeus ortodoxos, sem se referir aos palestinos. Opositores dessa tese alegam que os cidadãos árabes têm os mesmos direitos que todos os outros cidadãos israelenses, e que o tratamento dispensado aos palestinos nos territórios ocupados se deve a razões de segurança, não de racismo. Eles dizem que essa analogia não passa de um epíteto calunioso que se aplica a Israel, mas não aos países vizinhos. Muitos dos que defendem a tese da analogia apontam baseiam-se na chamada "lei de casamento", que limita os direitos de cidadania dos cidadãos árabes, nas diferenças nos direitos políticos, poder de ...

"Sobre este título" puede pertenecer a otra edición de este libro.

(Ningún ejemplar disponible)

Buscar:



Crear una petición

Si conoce el autor y el título del libro pero no lo encuentra en IberLibro, nosotros podemos buscarlo por usted e informarle por e-mail en cuanto el libro esté disponible en nuestras páginas web.

Crear una petición